11 de set de 2007

Rede Record e o Aborto

Um dia desses, estava à porta da sala de minha casa, sentado, quando a minha esposa me disse: - Você viu as campanhas da Record a favor da legalização do aborto? Eu claro, com cara de espantado disse que não tinha visto e resolvi dar uma pesquisada sobre o assunto.
Pois bem, após a visita do Papa Bento XVI ao Brasil e a sua insistente luta contra a legalização do aborto, a Rede Record, um brinquedinho de um cara que se diz "bispo" Edir Macedo, está veiculando uma campanha em seus intervalos, na qual uma mulher defende o direito dela de escolher em abortar.
Agora reflitam comigo, como uma emissora que se diz cristã, dirigida por um cara que se diz cristão, pode apoiar esse tipo de assassinato? E o mandamento "não matarás" onde é que fica?
Eu até estava começando a ir com a cara da Rede Record, estava começando a gostar de sua programação, mas isso já é demais. Ninguém tem o direito de tirar a vida de ninguém.
Tudo bem, a mulher pode até mesmo ter o direito de escolher, mas e aquela vida em seu ventre? Não tem o direito de escolher a viver?

5 comentários:

Anônimo disse...

Concordo com vc plenamente...sou evangelica e não entendo a atitude deste que se diz Pastor, fazer uma publicidade tal.Realmente a mulher tem direito de escolha...e por isso digo: pq não escolher entre o preservativo e a pilula? Misericordia...isso so nos leva a refletir em certas coisas que se passaram anos atras...que Deus protejas estes inocentes que ainda nem nascerão.Gostei do teu alerta à todos...parabéns!

.Emily. disse...

o povo nao sabe o que diz.

mary disse...

A mulher tem direito de escolher...escolha não engravidar e tomar as devidas precauções para não chegar nesse extremo de aborto!!!!
Abraço

Diogo Ramalho disse...

Uma campanha de marketing fantástica do "negócio" Universal: com a legalização do aborto, vão criar tamanho desconcerto na sociedade (brigas conjugais, problemas psicológicos na mulher, frutos do aborto) que os envolvidos vão procurar assiduamente a "igreja" para conseguir apoio, consolo... e a "igreja" consegue em troca mais dinheiro... muito espertos... um plano a longo-medio prazo espetacular!

Victor - adm. TJ disse...

Excelente o ponto de vista do Diogo Ramalho, juro que nunca tinha pensado nisso. Acho que realmente tudo passa de uma bela jogada de marketing. Parabéns pela perspicácia Diogo.
É esse tipo de comentário que gostamos de ver no blog.